quarta-feira, 31 de agosto de 2016

No dia em que deixei de ser o teu Anjo



Parte I
Um dia de inverno

Viva afinal o Inverno pode ser quente.
Sério? Como é possível entrar numa brincadeira só porque sim? Das conversas dos abraços virei um anjo. Senti-me um anjo que flutuava leve leve. Curiosamente era por tua culpa.

Talvez não saibas, só fui anjo porque nisso me transformaste...

Parte II
Ceia queimada

Tinha-mos mesmo de deixar queimar a ceia? Não há condições :(. ficas a dever-me uma, não me esqueço das promessas que me interessam. 

Parte III
Anjo caído

Bem sempre ouvi dizer que se vão os anéis e ficam-se o dedos. Que assim seja, vão-se as asas e com elas aquele abraço e o cheiro a chã. Ficam as lembranças.

Meu pequeno príncipe: 
“Mas nós corremos o risco de chorar um pouco quando nos deixamos cativar.”

Fugiste para o outro lado do espelho para além do país das maravilhas. Gostava que assim não fosse. Gostei de ser anjo por um dia. 





sábado, 21 de maio de 2016

VISÃO O MUNDO SECRETO E CRUEL DAS CORRIDAS DE GALGOS!




Boa tarde a todos,

Esta é uma mensagem de cariz de defesa publica, da minha idoneidade!

A revista VISÃO tem como seu ultimo tema de capa e grande reportagem a sua própria visão sobre as corridas de galgos em Portugal, uma realidade que pelos vistos não conheço apesar de ter galgos desde sempre e de competir a cerca de 25 anos.

Recebi mensagem do senhor jornalista J. PLÁCIDO JÚNIOR autor da reportagem a pedir a minha opinião sobre um tema que menciono no meu blog. Infelizmente só vi essa mensagem à dois dias e nessa altura a reportagem já estava concluída e publicada.

Sem a minha autorização o senhor jornalista refere o meu blog na reportagem e pelo que percebi tem uma interpretação muito própria do meu Português, por esse motivo venho esclarecer o post que coloquei no passado ano com o seguinte link: http://vidasrochaseamores.blogspot.pt/2015/10/outono-com-cheiro-verao-de-sao-martinho.html . 

Resumidamente no post fala em apostas:  SIM mas à semelhança do que acontece fora de Portugal que sejam de forma LEGAL, Para esclarecer  sou contra qualquer forma de ilegalidade, Gosto de cumprir LEIS até porque convivo na minha vida profissional com algumas. Segundo até onde sei e como já disse anteriormente estou no mundo das corridas de galgos a cerca de 25 anos, NÃO HÁ  APOSTAS DE GALGOS REFERENTES AS CORRIDAS DE GALGOS EM PORTUGAL! 


Obrigada!

Já agora fica aqui mais uma foto do meu trio da galgos:
Diana 12 anos (Direita)
Sirius 6 (centro)
e Afrodite M (Afrodite Maria para os íntimos que se relacionam com ela) quase 2 anos. (Esquerda)






domingo, 21 de fevereiro de 2016

Calendário da  AGLN Época 2016!

A primeira assembleia do ano de 2016 da AGLN decorreu ontem a noite.

Seguem as fotos com o calendário inicial. 

Nada de novo se prevê para a nova época,

Boa sorte aos novos corpos de direcção, espero que sejam mais assertivos!









sábado, 13 de fevereiro de 2016

Memórias e breves notas

Mais um ano se iniciou e o meu blog sentia-se só e abandonado. como primeiro post do ano não há galgos, não há qualquer outro desporto politica ou qualquer outro tema generalista. 




A vida é sempre um livro cheio de surpresas.

Hoje partilho uma pequena nota. Palavras vagas, palavras soltas.

Por vezes surgem encantos, pequenos milagres no momento que achamos providencial, trazem um sorriso quando o achava-mos perdido la atrás num passado mais ou menos recente.
Há alturas em que esse sorriso se multiplica em muitos outros sorrisos, a solo ou partilhado. Outros dias transforma-se em lágrimas alegres ou felizes ou por muitas vezes tristes.




Aprendemos diariamente com todas as palavras que são ditas e mais ainda com as que ficam por dizer e se calam dentro de nós, aprendemos com aquele sorriso que recebemos e retribuímos.

Estamos no ano da misericórdia!

Sejamos misericordiosos com quem precisa, mas mais que isso connosco.  
Desculpa a lágrima que te escorre pelo rosto por te sentires só depois de te dares, porque o mais importante é o dares-te sem esperar um obrigada (provavelmente ele nunca virá) o importante é cumprires o ato da misericórdia. 

São obras de misericórdia:

Dar bons concelhos
Ensinar os ignorantes
Corrigir os que erram
Consolar os tristes
Perdoar as injustiças
Suportar com paciência as fraquezas dos outros
Rezar pelos vivos e defuntos
Dar de comer a quem tem fome
Dar de beber a quem tem sede
Vestir os nus
Dar pousada aos peregrinos
Visitar os enfermos
Visitar os presos
Enterrar os mortos